Timão

Quando o coringão foi campeão da segundona, sonhei que remava com Lamartine Babo pelo Tietê olhando a merda nos timões enquanto lhe contava de meus planos de fazer um quiosque e vender caipirinha na beira do rio, ele riu.
Disse que quando os corinthianos se lembrarem que são um clube de regatas, então os Coríntios devorariam o cadáver de São Paulo temperado no sangue de Cristo.
Acordei assustado e o Salsa tinha me mandado esta e outras da Orquestra da Guanabara... Resolvi fazer este estudo e parar um pouco de ler o Harold Bloom...

Um comentário:

f? ribeiro! disse...

esqueci de dizer o mais importante: no dia do campeonato eu tive de ir desde o Ibirapuera onde fazia um picnic com uns anjos vendo o Sonny Rollins até o SESC Pompéia porque deu um erro num projetor... bem... na volta passei de onibus na frente do cemitério do Araçá do lado do estádio do Pacaembú... todos cantando na avenida... começo a murmurrar o hino, como uma pequena tragédia cotidiana, largo pianíssimo... quando me dou conta, já na Av. Paulista onde desceria, muitos cantam baixinho no onibus... olhos húmidos, vento no rosto...